Diferença entre Vetor e Bitmap – Dsigner Treinamentos
Corel X Illustrator
12 de dezembro de 2020
O que é um profissional T-Shaped e por que ele é tão desejado no mercado? 
17 de dezembro de 2020

VETOR

As imagens vetoriais são geradas através de softwares como o Illustrator e o Corel, que são capazes de gerar formas e textos que não possuam limitação em seu tamanho.

A leitura do vetor pelo computador é feita de forma diferenciada da do Bitmap, ou seja, ele não faz a leitura pixel a pixel e sim, através de um gráfico com coordenadas vetoriais.

Por não terem uma limitação, eles podem ser exportados sem perder nenhuma qualidade gráfica.

OS formatos de arquivos comuns para os gráficos vetoriais são EPS, CDR, AI, SVG e PDF.

Os arquivos vetoriais são bem mais leves que o Bitmap, pois, o seu tamanho não é calculado através da leitura de todos os pixels de cores e sim, através de cálculos matemáticos.

Os softwares vetoriais são excelentes aliados na produção de trabalhos que necessitem ser impressos ou que futuramente precisem de dimensionamento maior. Temos como exemplo na criação de logos, onde podem ser usados em diversas mídias e aplicações de tamanhos e necessidades diferenciadas.

BITMAP

As imagens em formato bitmap são constituídas de pontos individuais chamados de pixels. As fotografias e imagens escaneadas são arquivos Bitmap, pois, são geradas através de um cálculo ponto a ponto (pixel a pixel) e devido a esse cálculo acabam se tornando arquivos mais pesados.

Ao aumentar o zoom, é possível ver os quadrados individuais (pixel) que formam a imagem total. Já nos arquivos vetoriais isso não acontece, pois, no zoom sempre veremos de forma uniforme.

O Photoshop é o software especialista em trabalhar com imagens bitmaps, pois, ele é capaz de executar com precisão reparos, recortes e muitos outros trabalhos nesses tipos arquivos.

Os bitmaps possuem limitações em seus tamanhos, pois, dependem do meio em que foram gerados. Por exemplo, ao se utilizar uma câmera fotográfica com 24mp, a imagem ficará com um tamanho de 6016 x 4000 pixels. O que isso quer dizer? Para usarmos em um papel de tamanho 34 x 51cm, a imagem terá qualidade suficiente para esta impressão, pois, a relação entre a quantidade de pixels dentro de cada centímetro estará de boa leitura.
Esta relação é o que chamamos de resolução de impressão, que normalmente é determinada entre a relação de pontos X polegada e não em centímetros. A abreviação para esta relação é o DPI (dots per inches).

Para se ter uma ideia, quando estamos próximos de uma impressão, como um panfleto por exemplo, precisamos que a cada polegada tenha 300 pixels para que os pontinhos do pixel não fiquem visíveis a olho nú. Sendo assim, dizemos que para impressos convencionais, devemos utilizar 300 DPIs para garantir a qualidade da imagem.

Para impressos maiores, normalmente precisamos de uma distância para visualizar a arte por inteira , por exemplo, você precisa de pelo menos uns 10 metros para visualizar um outdoor por inteiro. Assim, a relação de quantidade de DPIs para impressos maiores caem. Para banners e impressos maiores, 150 DPIs são suficientes.

Os comentários estão encerrados.